Contato
Zoo Pomerode Bioparque - O Maior Zoológico de Santa Catarina

CARAÚNA

Plegadis chihi

Classe: Aves

Ordem: Pelecaniformes

Família: Threskiornithidae

Estado de Conservação: Pouco preocupante

Habitat: Áreas úmidas e todos os tipos de terra agrícola.

Ocorrência: Peru, Chile, Argentina, México e Estados Unidos. No Brasil, ocorrem na região sul, sudeste e centro-oeste.

Características: Com até 65 cm de comprimento e cerca de 610 g, a caraúna possui uma plumagem castanho escuro, com brilho verde/arroxeado metálico no dorso, asas e na cauda. Seu longo bico cor de rosa é curvado para baixo. Seus olhos e pernas são avermelhados, assim como a pele, que pode ser observada através da área orbital livre de penas. A cabeça, pescoço e peito são um pouco mais claros e estriados de branco.

Alimentação: Alimentam-se de pequenos peixes e outros vertebrados e invertebrados aquáticos, que encontra quando forrageia em aguas rasas ou na lama.

Reprodução: Constrói ninhos em pântanos, arbustos ou árvores, preferivelmente próximo de corpos d’água com vegetação abundante. Põe de 3 a 4 ovos que apresentam coloração turquesa. O período de incubação é de 21 dias, sendo realizado por ambos os pais. Após quatro semanas sendo cuidados, os filhotes já estão prontos para deixarem o ninho esse juntarem ao bando.

Curiosidade: O que caracteriza no período reprodutivo é uma borda de penas brancas que contorna a pele de região orbital. Na Estação Ecológica do Taim, no Rio Grande do Sul, a caraúna se junta a garças e gaivotas formando uma colônia de até 12 mil ninhos.

14 anos

Expectativa de vida

AVES

CLASSE

Pelecaniformes

ORDEM

participe DESTE PROJETO